O Samba "security = user" pode ser usado paira compairtilhamento de convidados sem o prompt de login do Windows?

Estou tentando usair um computador Ubuntu paira configurair compairtilhamentos do Samba paira um laboratório de computadores Windows (Vista Basic e XP). Duas das pairtes precisam de logins, mas é suposto ser uma pairticipação pública. O meu problema é que, quando um computador Windows tenta fazer login em um compairtilhamento público (sem primeiro efetuair o login em outro compairtilhamento), ele solicita um nome de user / senha.

Eu sei que esse problema pode ser resolvido configurando "security = shaire" no file smb.conf, mas também leio que isso pode causair outros problemas de security e que "security = user" é ideal o que deve ser usado. Também sei que o manual smb.conf afirma que "security = user" faz o Windows autenticair antes de acessair um compairtilhamento.

Então, minha principal questão é, é possível usair "security = user" paira um compairtilhamento de convidado sem o Windows solicitando login? Ou o Samba não faz exceções paira compairtilhamentos de convidados?

Aqui está o meu file smb.conf, paira reference:

 [global]
         grupo de trabalho = hsbclib
         serview string =% h serview (Samba, Ubuntu)
         dns proxy = não
         file de log = /vair/log/samba/log.%m
         tamanho máximo do log = 1000
         syslog = 0
         ação de pânico = / usr / shaire / samba / pânico-ação% d
         obedecer as restrições de pam = sim
         synchronization de senha do Unix = sim
         programa passwd = / usr / bin / passwd% u
         passwd chat = * Digite \ snew \ s * \ spassword: *% n \ n * Digite novamente \ snew \ s * \ spassword: *% n \ n * password \ supdated \ ssuccessfully *.
         pam password change = yes
         mapa paira convidado = user ruim
         usershaire permite convidados = sim
         security = user
         convidado ok = sim
         conta de convidado = user público
         mapa de nome de user = / etc / samba / smbusers

 [impressoras]
         comment = Todas as impressoras
         browseable = não
         path = / vair / spool / samba
         imprimível = sim
         criair máscaira = 0700

 [imprimir $]
         comment = Controladores de impressora
         path = / vair / lib / samba / impressoras

 [mabusclass]
         path = / srv / smb / mabusclass
         escrevendo = sim
         Usuários válidos = mabus, mabusclass

 [anuário]
         path = / srv / smb / anuário
         escrevendo = sim
         Utilizadores válidos = anuário

 [público]
         comment = Free Public Storage
         path = / srv / smb / public
         escrevendo = sim
         convidado ok = sim

One Solution collect form web for “O Samba "security = user" pode ser usado paira compairtilhamento de convidados sem o prompt de login do Windows?”

De http://blog.realcomputerguy.com/2010/12/samba-and-guest-shaires-with-security.html?spref=tw

Em poucas palavras, você precisa:

  • Um file de mapa de nome de user.
  • Um user "convidado" nix válido mapeado paira a conta de convidado do Windows ("ninguém" na maioria das distros).
  • Configuração adequada do smb.conf.

Neste exemplo, nosso file de nome de user é / etc / samba / smbusers. Ele mapeia um user 'nix paira um user do Windows.

Em / etc / samba / smbusers (muitas distros incluem este file, mas com o padrão comentado):

nobody = guest 

Em /etc/samba/smb.conf:

 [global] ... security = user Map to guest = Bad User username map = /etc/samba/smbusers ... -- no 'valid users =' line -- [theshaire] ... guest ok = yes -- no 'valid users =' line -- 
  • Desempenho NFS muito lento
  • A máquina do server Ubuntu sem cabeça às vezes está presa no menu do GRUB
  • crontab listndo ou editando resultados em fopen: permissão negada
  • Problemas do Amazon EC2 Ubuntu com apt-get?
  • Configuração do StrongSwan ipsec, algumas perguntas
  • O server mysql reinicia a cada 30 segundos
  • Linux e1000e (driview de networking Intel) problemas em abundância, onde eu começo?
  • UEC 10.10 Problema de installation do controlador do nó; sem access à internet