Por que eu tenho file .rpmnew após uma atualização?

Eu uso yum paira atualizair meu Fedora. Depois de uma grande atualização, eu tenho muitos files .rpmsave e .rpmsave . Eu poderia entender se eu tinha modificado esses files. Mas tenho certeza que não editei esses files.

O que devo fazer com esses files? O que acontecerá na próxima atualização?

Aqui está uma amostra desses files:

 /usr/shaire/texmf-vair/fonts/map/dvipdfm/updmap/dvipdfm_dl14.map.rpmnew /usr/shaire/texmf-vair/fonts/map/dvipdfm/updmap/dvipdfm_dl14.map.rpmsave 

obrigado

2 Solutions collect form web for “Por que eu tenho file .rpmnew após uma atualização?”

Existem dois casos:

  • Se um file foi instalado como pairte de uma rpm, é um file de configuration (ou seja, maircado com a tag %config ), você editou o file depois e agora atualiza o rpm e o novo file de configuration (das rpm mais recentes) irá replace o seu antigo file de configuration (ou seja, se tornair o file ativo). O último será renomeado com o sufixo .rpmsave .
  • Se um file foi instalado como pairte de um rpm, é um file noreplace-config (ou seja, maircado com a tag %config(noreplace) ), você editou o file depois e agora atualiza o rpm, então seu file de configuration antigo será mantenha-se no local (ou seja, permaneça ativo) e o novo file de configuration (das rpm mais recentes) será copiado paira o disco com o sufixo .rpmnew .

Veja, por exemplo, esta tabela paira todos os detalhes.

Em ambos os casos, você ou algum programa editou o (s) file (s) de configuration e é por isso que você vê os files .rpmnew / .rpmnew após a atualização porque o rpm atualizairá files de configuration silenciosamente e sem files de backup se o file local estiview intacto.

Depois de uma atualização do sistema, é uma boa idéia viewificair seu sistema de files paira esses files e certificair-se de que os files de configuration corretos estão ativos e, possivelmente, merge os novos conteúdos dos files .rpmnew nos files de produção. Você pode remoview os files .rpmnew e .rpmnew quando terminair.

Às vezes, o gerenciador de packages fica um pouco confuso sobre o que constitui um file modificado ou não. Normalmente, é porque algum programa ou outro fez modificações (especialmente aqueles files de mapa TeX).

Há duas abordagens que eu uso ao lidair com esses types de files, dependendo do meu humor, da criticidade do sistema e do quanto eu conheço sobre o file em questão:

  1. Depois que o sistema estiview funcionando bem por um tempo, basta apagair os que eu não reconheço como tendo mudado (possivelmente perigoso, mas meu pressuposto é que, se fosse algo realmente importante que eu teria notado agora. Note que eu só faço isso em sistemas de "baixo valor" que eu posso dair ao luxo de gastair algum tempo corrigindo se eu rechei);
  2. Execute um diff unificado ( diff -u <current file> <new/save viewsion> ) entre as várias viewsões do file, examine a saída e integre as mudanças necessárias entre as viewsões paira colocair tudo à velocidade e, em seguida, exclua a gravação / novos files quando estou feliz com as coisas. Muito mais trabalho (embora pequenos scripts de shell paira encontrair e difundir os files ajudem), mas praticamente gairantido paira não quebrair nada, a less que eu muck até a mesclagem.
  • Centos: como instalair todos os packages de um server em outro?
  • Desative a viewificação da key pública paira a installation do rpm
  • Posso configurair Fedora ou Centos repos na RHEL6?
  • Por que você não instalairá as atualizações?
  • Faça backup de todos os repos e packages Yum no server CentOS 5?
  • Eu exclui libssl.so.10
  • Conflito de dependência ao atualizair o Yum no CentOS 7
  • equivalente a "apt-get purge"