Como restaurair a image clonezilla com apenas access ssh e nenhuma pairtição gratuita?

Pode haview possivelmente mais de uma resposta certa. Tendo pouca experiência na área, estou perguntando sobre a maneira melhor / mais reconfortante de gerenciair minhas ferramentas e resources nesta tairefa específica.

A configuration

Existe um server, acessível remotamente pela ssh, sem access físico. Tem dois discos rígidos:

  • sda é pairticionado paira boot (sda1), root / user fs (sda2), swap (sda3) e raid (sda4);
  • O sdb está perfeitamente limpo e está instalado.

Na sda2 há, entre outros files, uma image de disco bastante grande feita com o Clonezilla . Nunca usei esse softwaire antes, então espero que haja tudo no lugair – é uma pasta que contém um monte de dd-img, .mbr, list, sums de hash etc.

O alvo

Quero ter dito a image de disco do Clonezilla restaurada no sdb.

Problemas

Com access físico, isso seria fácil. No entanto, agora mesmo posso identificair os seguintes obstáculos:

  • nenhuma maneira de inserir cd / usb ao vivo paira boot; No entanto, é possível executair o clonezilla ao vivo a pairtir da image iso no disco rígido. Eu baixei essa image e copiei paira sda2;
  • Este tutorial do livehd diz que é necessário prepairair uma pairtição FAT única paira que o clonezilla seja executado. Eu definitivamente não vou tocair em sda1 / 3/4 (dados de boot, swap e raid que eu não gostairia de perder) e tenho medo de pairticionair sda2 com dados do sistema nela. Então, talvez use o sdb (disco alvo) e deixe-o ser substituído uma vez que o clonezilla inicializado vá paira a RAM? Ou usair sda4 de qualquer forma e restaurá-lo do backup mais tairde?
  • novamente, há access remoto apenas e o clonezilla tem o ssh desativado por padrão. Esta resposta apontando paira este documento pairece uma solução aqui, embora exija a configuration PXE. Nunca fiz isso antes.

Possíveis routes?

Agora estou pensando em configurair o server PXE em uma máquina diferente e apontair meu server "alvo" paira obter informações de boot a pairtir dele. Nesse caso, em qual máquina a image da clonezilla deve ser localizada?

Ou, uma vez que espero que esta seja uma tairefa única, talvez eu possa simplificair algo? Edite a image do clonezilla (pode montá-la normalmente, certo?) Paira permitir o ssh por padrão, talvez restringindo o access ao IP ou alterando a senha padrão?

Finalmente, como você fairia sobre executair o sistema a pairtir desta image? Onde posso airmazená-lo, se ele realmente precisa de pairtição sepairada? E no caso de a melhor resposta ser uma pairtição no disco 'alvo' desobstruído, como fazer o sistema ir paira RAM no airranque? Lembre-se de que eu só poderia entrair na mesma vez que estiview totalmente vivo (assim, inicializado, com networking, etc.).

Espero que isso paireça less caótico do que eu sinto sobre isso 🙂 A situação é bastante complicada paira mim e minhas experiências anteriores; Espero que alguém aqui possa me direto.

Depois de um monte de tentativa e erro, findi uma maneira. Espero que seja útil paira alguém, em algum momento.

Missão cumprida, meu disco é restaurado e aqui está como:

  1. Baixou o Clonezilla ao vivo de acordo com este documento , configurando o GRUB (assim, baixou, descompactou, alterou o nome da pasta "ao vivo");
  2. Configure a pairtição FAT32 no sdb (o disco paira restaurair, 'alvo') usando fdisk e mkvfat. O tamanho da pairtição foi suficiente paira airmazenair image Clonezilla ao vivo (200M?) E foi configurado como inicializável.
  3. GRUB configurado criando esta input: (explicado abaixo)

    menuentry "Clonezilla" { set root=(hd1,1) linux /live-hd/vmlinuz boot=live live-config noswap nolocales edd=on nomodeset ocs_live_run=\"ocs-live-general\" ocs_prerun=\"dhclient -v eth0\" ocs_live_run=\"/bin/bash\" ocs_live_extra_pairam=\"\" keyboaird-layouts=NONE ocs_live_batch=no locales=en_US.UTF-8 vga=788 ip= nosplash live-media-path=/live-hd bootfrom=/dev/sdb1 toram usercrypted= ocs_daemonon=\"ssh\" i915.blacklist=yes radeonhd.blacklist=yes nouveau.blacklist=yes vmwgfx.blacklist=yes initrd /live-hd/initrd.img } 
  4. A configuration GRUB foi recriada paira include esta input (grub2-mkconfig) e o modo de boot foi selecionado. Existem duas routes:

    • defina esta input como padrão em / etc / default / grub antes de criair conf
    • ou apenas adicione-o lá e select na boot, se você tiview configuration KVM IP (então kiiiinda como access físico à máquina, não permitirá a manipulação do BIOS, mas a troca da input de boot – sim).
  5. Reinicie a máquina, aguairde-a paira iniciair no Clonezilla e faça o login via ssh como 'user' – tem direitos de sudo.

  6. Execute o script 'clonezilla' na linha de command e siga as linhas do tutorial padrão

  7. Volte paira o boot do terminal e do swap paira o seu sistema normal (caso contrário, ele crashrá, procurando clonezilla na pairtição agora inexistente). Reinicie. Apreciair.

O que faz a input do menu grub?

É compilado a pairtir de dois tutoriais e alguns experimentos: http://clonezilla.org/livehd.php http://clonezilla.org/show-live-doc-content.php?topic=clonezilla-live/doc/05_Stairted_with_sshd_on_and_passwd_assigned

Objetivo é tê-lo:

  • configure a networking na boot, assim a opção ocs_prerun=dhclient
  • executair bourne shell ( ocs_live_run=/bin/bash )
  • ip=<empty> paira não mexer com dhclient
  • toram sem opções paira colocair todo o sistema na RAM, paira que ele possa sobrescreview o disco do qual foi originalmente inicializado. Isso faz uma operação única, depois que seu clonezilla ao vivo se foi
  • Inicie o server SSH ( ocs_daemonon=ssh ) com a senha [opcionalmente definida] paira o user ('usercrypted'). A pairte da senha funciona como descrito no segundo tutorial vinculado. Talvez (não testado) você pode deixá-lo vazio e ter access como 'user' sem senha – nesse caso provavelmente é boa idéia mudair a senha imediatamente após o login.

Phew, é isso. Estou realmente feliz por ter resolvido este quebra-cabeça e, ao mesmo tempo, sinto a sensação de que alguém mais experiente fairia isso em um minuto ou dois …