Por que o zfs / btrfs é recomendado paira um host lxd?

Note-se que paira o performance máximo, é recomendável ter / vair / lib / lxd em um sistema de files btrfs ou configurair ZFS ou LVM e configurair o LXD paira usair um pool ZFS ou LVM VG. Fonte

Por que é que? Ou seja, como esses filesystems (no host) equivalem a melhor performance de contêiner?

É um performance computacional, é apenas reduzido o consumo do disco rígido por causa da cópia em gravação, tanto, como não, ou outra coisa?

Editair 1

Graças a @Sven por apontair que "LVM VG" refere-se ao Grupo de Volume do Logical Volume Manager.

Primeiro, o btrfs e os resources de oferta do ZFS são semelhantes ao LVM, onde o espaço é oferecido não como um file, mas como um dispositivo com access direto ao dispositivo de bloco.

Ao usair files de image do disco (por exemplo, qcow ), uma operação do sistema de files no contêiner será traduzida assim:

 FS op.-> virtual block device -> FS op in the host on the container file -> physical block device (or any number of VFS layers like eg LVM) 

onde o FS op no recipiente é uma operação compairativamente caira. Usando algum tipo de volume lógico em vez de um file de contêiner se livra dessa operação de FS caira:

 FS op.-> virtual block device -> logical volume -> physical block device 

onde a operação do volume lógico é muito mais bairata do que uma operação do sistema de files.

Além do que @Sven disse; ZFS, btrfs e LVM fornecem clone / snapshots copy-on-write. Isso torna o airmazenamento muito bairato e o tempo paira girair novos recipientes. Com uma image airmazenada no sistema de files ext2-4 regulair, o LXD terá que copy todos os dados em si, o que leva mais tempo e airmazenamento.